Treino em Casa

Treinar em casa

Treinar em casa pode parecer difícil, sobretudo no início!

Vamos começar pelos  erros que podes estar a cometer.

1. Pensar que estás limitado. Muita gente utiliza a desculpa de não ter ginásio. Que fique claro que em tua casa podes fazer inúmeros exercícios, variações e progressões e que com um pouco de criatividade, podes encontrar elementos que aumentarão a dificuldade dos exercícios. Podes comprar bandas, halteres, barras, etc e ter um pouco do que te oferece o ginásio, na comodidade da tua casa e com um investimento relativamente pequeno.

2. Concentrares-te no tipo errado de atividade: independentemente se o teu objetivo é perder massa gorda ou ganhar massa muscular, deves sempre focar-te em melhorar a tua força e resistência muscular. No entanto, a maioria das pessoas foca-se mais no cardio. Não que o cardio seja mau ou não devas fazê-lo, porque também é IMPORTANTE, mas a massa muscular é o que mais afeta o teu metabolismo e a tua saúde.

3. Não ter um ritual pré-treino. É importante que, tal como quando vais ao ginásio, tenhas uma rotina que te coloque no estado de espírito certo e te prepare mentalmente. Pode ser um café, vestir a roupa de treino que costumas usar, ouvir a música que tu gostas, etc. Caso contrário, é muito difícil deixar de estar no sofá para ir treinar.

4. Ter distrações: quando estamos no ginásio, muitas vezes costumamos distrair-nos com o telemóvel. Agora imagina-te em casa com televisão, computador, Netflix, família, sofá… É importante que te concentres no teu treino, podes envolver a tua família nele ou simplesmente encontrar um espaço longe dessas distrações. Põe a tua música a tocar e dá o teu melhor.


Então e como podemos retirar maior proveito dos treinos em casa?
Existe a ideia que treinar em casa com o peso do nosso corpo é aborrecido, pouco desafiante e que não nos permite qualquer tipo de progresso. Na verdade, muitas das vezes essas limitações provêm apenas da falta de conhecimento e criatividade neste tipo de treino. O que abaixo vos deixo são algumas das variantes que podem usar no vosso treino de forma a poderem continuar a evoluir.
 

1. Cadência:
Executa os exercícios de forma lenta e controlada, aumentando desta forma o tempo de tensão sobre os teus músculos.

2. Mais repetições:
Quando estiver fácil aumenta as repetições para criares um novo desafio.
Não te limites ao clássico intervalo de repetições do ginásio, porque não 20-30 ou até mesmo 50 repetições em uma só série.

3. Diminui os intervalos de descanso:
Quando por exemplo descansas 1min, encurta para 45seg, 30seg ou ainda menos até.

4. Aumenta o ROM:
Trabalha o exercício na sua máxima amplitude de forma a dificultar o mesmo.

5. Trabalha de forma unilateral:
Quando conseguires executar sem dificuldade os teus agachamentos, avança por exemplo para um pistols.
O mesmo podes aplicar a outros tantos exercícios.

6. Aperfeiçoa a técnica:
Executa o exercício de forma estrita, sem balanços nem impulsos.

7. Aumenta a resistência externa:
Um simples conjunto de elásticos faz um excelente trabalho.

8. Combina algumas das variantes:
Imagina executares o exercício de forma estrita, velocidade de execução lenta numa boa amplitude com auxílio de um elástico, com um reduzido tempo de descanso.

Bons treinos!

Eduardo Almeida
Personal trainer

Posts Recentes

Deixe um Comentário